Acusado de esfaquear taxista morre após ser espancado na penitenciária

Manaus – O detento Diego Xavier Teixeira, de 24 anos, morreu na madrugada deste domingo (20) na enfermaria do Centro de Detenção Provisório Masculino (CDPM), em Manaus, após ter sido espancado dentro da unidade prisional na última quinta-feira (17). Diego foi preso por ter assaltado e esfaqueado um taxista de 60 anos no dia 15 deste mês, na companhia de uma mulher.

Conforme informações repassadas pela Secretaria de Administração Penitenciária (Seap), o detento sofreu uma agressão na última quinta (17) e foi atendido no Hospital e Pronto Socorro João Lúcio. Entretanto, ele retornou para a unidade prisional CDPM e ficou na enfermaria, onde permaneceu até a madrugada, quando veio a óbito, supostamente em decorrência da agressão sofrida.

Ainda segundo a Seap, no dia em que Diego foi preso, junto de Caroline Gomes Ferreira, 25, comparsa no crime contra o taxista, o mesmo se apresentou como Josinaldo Teixeira Barbosa. Depois, quando foi para o CDPM, descobriram a falsa identidade dele. Tanto Diego quanto Caroline foram indiciados por homicídio tentado.

Taxista esfaqueado

O taxista esfaqueado durante assalto, Raimundo Francisco Viana Souza, de 60 anos, foi atingido no abdômen, e posteriormente levado para o Hospital e Pronto Socorro 28 de Agosto, onde permanece internado. A equipe médica informou para os policiais que o taxista não corria risco de morte.

No dia do crime, os dois suspeitos, Diego e Caroline, se fingiram de clientes e fizeram sinal de parada para o táxi na rua Nova Olinda, bairro Petrópolis, Zona Sul de Manaus. Quando o taxista parou, eles mandaram a vítima sair do carro e seguir em direção ao porta-malas. Nesse momento, o taxista teria reagido e lutado com um dos assaltantes. Quando Diego golpeou o taxista com uma faca.

Com informações Portal Acrítica. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Solve : *
17 − 6 =