Advogados de Lula estavam no local do ataque em Londres


Brasília – Dois advogados do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva estavam entrando no Parlamento britânico, em Londres, no momento do tiroteio que foi classificado como “atentado terrorista”. Cristiano Zanin e Valeska Teixeira, que são casados, relataram momentos “de terror” na hora do ataque.

Segundo informações da colunista Mônica Bergamo, da Folha de S. Paulo, Cristiano contou que a correria foi intensa no momento dos disparo. “Nós fomos convidados por parlamentares britânicos para falar numa audiência pública sobre as violações que o presidente Lula vem sofrendo. De repente, vimos uma multidão correndo em nossa direção e dezenas de policiais gritando ‘corram, corram, corram’. Todo mundo saiu correndo e nós também”, contou o advogado à colunista.

A advogada do ex-presidente ficou apavorada. “Eu olhei para o lado e só vi as pessoas dando gritos de terror. Só vinham os meus três filhos na minha cabeça, toda a sua vida vem na sua cabeça, uma coisa horrorosa, um terror, um terror que eu não consigo te explicar”, relatou Valeska.

Após saírem do Parlamento, o casal conseguiu entrar numa loja de presentes e, em seguida, voltaram para o hotel em um táxi.

Atentado em Londres deixa cinco mortos e 40 feridos.


Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto:
Pular para a barra de ferramentas