Casas são incendiadas após morte de PM em Manaus

Manaus –  Após a saída nesta terça-feira (30) do secretário de segurança pública do Estado do Amazonas, Sérgio Fontes, vários casebres de madeira pegaram fogo na invasão chamada Buritizal Verde, no bairro Nova Cidade, na Zona Norte de Manaus. Os moradores acusam os policiais pelo crime.

O incêndio de grandes proporções está ocorrendo no local onde foi encontrado hoje o corpo do policial militar Paulo Sergio Portilho, 34, que estava desaparecido desde a última sexta-feira (26). Moradores acusam os policiais de terem ateado fogo nas casas.

Uma moradora do local disse que os policiais mandaram todos saírem da invasão e minutos depois ocorreu o incêndio. “Foi a polícia, eles são ingratos! O meu pai pegou dinheiro para conseguir uma moradia própria para a gente. Se eles queriam um corpo e acharam, por que fizeram isso? Se a gente tivesse dinheiro não estaríamos aqui. Eles destruíram sonhos. Eles mandaram todos os moradores saírem da invasão para aproveitar para tacar fogo”, declarou.

“Não tinha nenhum incêndio quando sai de lá, acabei de chegar em casa. Se foram policiais, nós vamos apurar. Não tem meia hora que sai do local”, declarou Fontes.

O Corpo de Bombeiros do Amazonas aguardou quase meia hora para ir ao local. Mesmo tendo conhecimento do ocorrido, a corporação informou que só poderia ir ao local após um acionamento oficial via 193. Com informações Portal Acrítica.

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Solve : *
26 ⁄ 13 =