Image and video hosting by TinyPic

Com eleitor descrente, votos brancos e nulos batem recorde no Amazonas


Manaus – O segundo turno das eleições suplementares para o Governo do Amazonas registrou a maior quantidade de votos nulos da história do Estado com 342.231. Na abertura das urnas, com 87% delas apuradas, o número já superava os registrados no primeiro turno.

Os números ficam mais expressivos quando é somado os números de abstenções. Até aqui, com 99,85% das urnas apuradas, são 602.833 abstenções, 342.231 mil votos nulos e 70.423 votos brancos.

No primeiro turno das eleições suplementares em um universo de 2,3 milhões de eleitores, os números de abstenções atingiram 569.501. Os de nulo 218 mil, enquanto os  que votaram branco foram 61.826.

Crescimento ano a ano

Comparado os dados deste ano com outros divulgados pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE), os números mostram crescimento daqueles que não votam em nenhum candidato. Nas Eleições 2014, onde a decisão também foi para o segundo turno, os números de abstenções na primeira etapa chegaram a 433.813 e na segunda, 503.405. Votos nulos 106.650 (primeiro turno) e 129.621 (segundo turno). Os dados referentes a votos brancos do processo eleitoral são 42.160 (primeiro turno) e 26.208 no (segundo turno).

Segundo os dados do TRE, quatro anos antes, durante as eleições para Governo do Amazonas de 2010, foram registradas 406.174 faltas, 113.977 votos nulos e 30.023 brancos.

Já no ano de 2006, o órgão apontou 20,571 votos brancos e 85,792 nulos. Neste ano, o número de pessoas que não foram votar chegou a 316,270.

O TRE também contabilizou que nas eleições para Governo do Amazonas de 2002 foram 332.419 abstenções; 15,857 votos brancos e 91,739 nulos.

Com informações Portal Acrítica


Comments

comments

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto:
Pular para a barra de ferramentas