Image and video hosting by TinyPic

Com show de quedas, Jéssica Bate-Estaca vence Tecia Torres


Rio – Jéssica ‘Bate-Estaca’ fez história na noite deste sábado (24). Com um show de quedas, a brasileira venceu Tecia Torres na segunda luta mais aguardada do UFC Orlando e se tornou a lutadora com maior número de vitórias no Ultimate. Com isso, a atual número dois do ranking dos palhas (52 kg) deixa Amanda Nunes e Joanna Jedrzejczyk (oito cada) para trás e chega a nove triunfos dentro do maior torneio de MMA do mundo.

Desde que desceu para a categoria dos palhas, a paranaense só perdeu uma vez – para a então campeã Joanna. São cinco triunfos na divisão, o que fez Jéssica pedir por mais uma chance de disputar o título.

“Espero que a gente ganhe o bônus da noite, né? Foi um lutão. Mas nada disso seria possível se não fosse o meu mestre Paraná. Sem ele eu não seria nada e não estaria onde estou. A Tecia é uma lutadora muito dura, mas eu vim preparada. Sabia que ia ser uma luta difícil. E que venha o cinturão. Estou esperando, Dana. Quero ser a próxima”, afirmou Jéssica ainda dentro do octógono.

A luta

Com sua agressividade natural, desde o início a brasileira tomou a iniciativa e caminhou para frente. Acontece que os golpes de Tecia Torres, mesmo andando para trás, estavam entrando limpos no rosto de Bate-Estaca. A paranaense levou muitos golpes até finalmente achar melhor a distância e também magoar o rosto da americana. Nos últimos segundos, Jéssica ainda aplicou uma bonita queda.

No assalto seguinte, a brasileira já começou encaixando mais uma boa queda, mas Tecia foi bem ao evitar o trabalho de sua opoente no solo. A luta voltou a ficar em pé, mas Jéssica logo aplicou mais duas belas quedas e se recuperou da derrota na primeira parcial.

Nos últimos cinco minutos a estratégia de Bate-Estaca se repetiu e ela logo aplicou golpes de aproximação e conseguiu colocar a luta para baixo. Essa foi a primeira de uma série de quedas que a brasileira aplicou. Com muita pressão, ela passou mais da metade do round pontuando por cima da americana para não ter dúvidas de quem levou a melhor. Vitória de Jéssica Bate-Estaca por decisão unânime dos juízes laterais.

Foi a 18ª vitória na carreira da paranaense de apenas 26 anos. Jéssica ainda conta com seis derrotas em seu cartel como atleta profissional de MMA.

CARD PRINCIPAL

Jeremy Stephens venceu Josh Emmett por nocaute no segundo round;
Jéssica Bate-Estaca venceu Tecia Torres por decisão unânime dos juízes laterais;
Ilir Latifi venceu Ovince St-Preux por finalização (guilhotina) no primeiro round;
Max Griffin venceu Mike Perry por decisão unânime dos juízes laterais.

CARD PRELIMINAR

Brian Kelleher venceu Renan Barão por decisão unânime dos juízes laterais;
Marion Reneau venceu Sara McMann por finalização (triângulo) no segundo round;
Angela Hill venceu Maryna Moroz por decisão unânime dos juízes laterais;
Alan Jouban venceu Ben Saunders por nocaute no segundo round;
Sam Alvey venceu Marcin Prachnio por nocaute no primeiro round;
Rani Yahya venceu Russell Doane por finalização (katagatame) no terceiro round;
Alex Perez venceu Eric Shelton por decisão unânime dos juízes laterais;
Manny Bermudez venceu Albert Morales por finalização (guilhotina) no segundo round.

Com informações Ag. Fight /  Crédito fotográfico: Getty Images

 


Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Solve : *
27 × 16 =