Coronel investigado pela ‘Operação Quintessência’ é exonerado do cargo de Comandante Geral da PM-AM


Manaus – O Governador do Estado do Amazonas, José Melo oficializou a exoneração do comandante da Polícia Militar, coronel James Frota.

Em 11 de maio, o coronel anunciou que estava se afastando da função para responder a  um inquérito policial que tramita no Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM).

Quem assume o posto do comando geral da Polícia Militar do Amazonas é o coronel Augusto Sérgio Farias Pereira.

Outras exonerações na PM foram expedidas. O coronel Euler Carlos de Souza Cordeiro foi exonerado do cargo de Corregedor Auxiliar da Corregedoria Geral da Secretaria de Estado de Segurança Pública (SSP) e nomeado para exercer o cargo de Subcomandante Geral da Polícia Militar do Amazonas.

A decisão foi publicada na mesma edição do DOE-AM que trouxe a exoneração de James Frota.

Entenda o caso 

A “Quintessência” investiga o vereador de Manacapuru Anderson José Rasori, o “Paraná”, Tancredo de Castro Soares, ex-secretário estadual de Saúde, os empresários Orsini Jr. e Francisco Sampaio Nunes, o Chaguinha, além dos coronéis PM Berilo Bernardino de Oliveira, Kennedy Bernardino de Oliveira, Marcos Brandão da Cunha, Raimundo Roosevelt da Conceição de Almeida e o próprio James Frota A investigação, cujo sigilo foi quebrado, afirma que o esquema objetivava compra de votos para a candidatura de José Melo, no 1º e no 2º Turnos da eleição de 2014, tendo movimentado em torno de R$ 52 milhões. Parte desse dinheiro circulou através dos coronéis.

O caso teve grande repercussão nacional e virou até pauta de matéria do programa dominical “Fantástico”.


Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto:
Pular para a barra de ferramentas