Desembargadores mandam ex-primeira dama do RJ de volta para a cadeia

Rio – A ex-primeira-dama do Rio de Janeiro, Adriana Ancelmo, terá de voltar para a prisão. Os desembargadores da 1ª Turma Especializada do Tribunal Regional Federal da 2ª Região revogaram a prisão domiciliar de Adriana nesta quarta (26), informa O Globo.

A mulher de Sérgio Cabral, ex-governador e também preso, teve sua prisão domiciliar concedida no último mês pelo juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal Criminal. Desta vez, os desembargadores Abel Gomes, Paulo Espírito Santo e Ivan Athié votaram para que ele voltasse à cadeia.

“Adriana Ancelmo foi presa porque sua liberdade colocava e coloca em risco ordem pública e instrução criminal do processo. Era muito mais que esposa do ex-governador Sérgio Cabral, era sua cúmplice. Usou de sua atividade profissional para auxiliar organização criminosa chefiada por seu marido no desvio e ocultação de bens desviados do erário estadual. Está presa porque ajudou e ajuda a esconder dinheiro auferido ilicitamente pela organização criminosa”, disse a procuradora Silvana Battini durante a sessão no TRF-2.

Por Notícias ao Minuto.

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Solve : *
22 ⁄ 11 =