Envolvidos em estupro coletivo de adolescente em Manaus são identificados

Manaus –  A Polícia Civil do Amazonas identificou e indiciou por estupro Antonio Barros de Amorim, 27; Venilson Ferreira da Silva, conhecido como “Felipe” e “Grana”, 21; Jhonatas Marinho de Oliveira, 20; e Raniel Thiago dos Santos Miranda, 27 anos responsáveis por filmar e divulgar nas redes sociais o abuso sexual.de uma adolescente de 17 no último domingo (03), em Manaus. De acordo com a Delegacia Especializada em Proteção à Criança e ao Adolescente (Depca), Antonio Barros gravou e transmitiu o vídeo que mostra a jovem desacordada no momento do crime; Jhonatas fez uma selfie colocando a boca nos seios da menor e também divulgou as imagens. Em depoimento a polícia ambos declararam terem agido sem pensar nas consequências.

O quarteto se apresentou na sede da Delegacia Especializada em Proteção à Criança e ao Adolescente (Depca), mas não devem ficar presos, uma vez que já se passaram três dias após o crime.

Eles vão responder pelos crimes de estupro de vulnerável e por filmar e registrar cena de sexo explícito envolvendo adolescente. Caso condenados pena pode chegar. Caso condenados, o gurpo pode pegar de 8 a 33 anos de prisão.

Entenda o caso

Um vídeo foi divulgado nas redes sociais, nele aparece uma adolescente descordada aparece dentro de um veículo sendo abusada sexualmente por quatro homens. Um deles ainda chega a ironizar o crime.  O material foi encaminhado ao Ministério Público do Amazonas, porque, segundo denúncias, a vítima ainda está desaparecida e a promotoria trabalha junto à Delegacia Especializada em Proteção à Criança e ao Adolescente (Depca) na elucidação do caso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Solve : *
19 × 24 =