Equipe “Coiote” prende suspeito de instalar ‘chupa-cabra’ em agência bancária de Manaus

Manaus – A Polícia Civil do Amazonas, representada pelo delegado Jeff David Mac Donald, titular do 6º Distrito Integrado de Polícia (DIP), apresentou, durante coletiva de imprensa realizada às 11h desta terça–feira (9/1), no prédio da unidade policial, Rogério Rocha Tenório, 32, preso em cumprimento a mandado de prisão preventiva por furto mediante fraude. De acordo com a autoridade policial, o infrator instalou um dispositivo, em caixas eletrônicos, que facilitava a remoção de envelopes depositados, contendo dinheiro alheio.

Delegado Jeff David Mac Donald (Foto: Erlon Rodrigues)

Conforme o delegado Jeff David Mac Donald, as investigações em torno da prática criminosa foram iniciadas após algumas pessoas irem até a delegacia e formalizarem as ocorrências. “As vítimas relataram que realizaram os depósitos no caixa eletrônico, o terminal eletrônico emitiu os comprovantes, porém ao final das transações os favorecidos não receberam o dinheiro. Foi quando obtivemos a informação de que um indivíduo estava aplicando esse golpe em uma agência bancária situada no bairro Cidade Nova”, declarou.

Mac Donald explicou que esta prática criminosa é conhecida como “Chupa-Cabra” ou “Pescagem”.  A autoridade policial relatou como o infrator agia. “Rogério acoplava um dispositivo no terminal bancário, aguardava a vítima realizar o depósito e, com o auxílio de uma rede, retirava o artefato, onde dentro dele estava o envelope com o dinheiro. Durante as diligências verificamos que Rogério foi preso por policiais militares em 2014, praticando o mesmo golpe. Diante das evidências e, com o auxílio do circuito interno da agência, conseguimos identificá-lo”, pontuou o titular do 6º DIP.

O delegado disse que o homem foi preso na tarde de segunda –feira (8/1), por volta das 15h, no prédio do 6º DIP. “Rogério veio até a unidade policial, acompanhado de dois advogados, questionar uma acusação de tráfico de drogas, feita contra ele. Ao chegar na delegacia, nós o identificamos e demos cumprimento ao mandado de prisão preventiva por furto mediante fraude em nome dele, expedido no dia 16 de outubro de 2017, pela juíza Anagali Marcon Bertazzo, da 6ª Vara Criminal”, argumentou.

Segundo o titular do 6º DIP, Rogério confirmou, em depoimento, praticar golpes no caixa eletrônico, mas negou envolvimento com o tráfico de drogas. “Até o momento seis pessoas compareceram ao prédio do 6º DIP e afirmaram terem sido vítimas da fraude. O prejuízo chega a aproximadamente R$ 2 mil. Com certeza essa quantia vai aumentar, conforme as outras vítimas forem aparecendo. Peço a todos que tenham sido lesados pelo infrator para comparecerem até a delegacia”, orientou.

Rogério foi indiciado por furto mediante fraude. Após os procedimentos cabíveis na unidade policial, ele será conduzido ao Centro de Detenção Provisória Masculino (CDPM), onde irá permanecer à disposição da Justiça.

Precaução 

Para concluir, o delegado Jeff Mac Donald orientou as pessoas a ficarem atentas no momento em que forem efetuar depósitos nos caixas eletrônicos. “É necessário observar se o local onde se insere o envelope está danificado ou apresenta algum tipo de violação que possa comprometer a transação bancária. Ao identificar algum problema com a máquina durante a atividade bancária, sugiro que comunique imediatamente a direção da agência ou a pessoa responsável pela segurança do local. O indivíduo que foi vítima de algum tipo de fraude deve procurar a delegacia mais próxima e formalizar a ocorrência”, sugeriu o titular do 6º DIP.

Com informações AIPCAM

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Solve : *
32 ⁄ 16 =