Faculdade de Odontologia de Manaus está entre as piores do país, segundo o MEC

São Paulo –  Nesta semana, o Ministério da Educação (MEC) e o Inep divulgaram o ranking das  instituições de ensino superior do Brasil. Além das melhores faculdades e universidades do país, os dados também revelam as instituições com as piores notas. As informações são da revista Época Negócios.

A avaliação se baseia no Índice Geral de Cursos (IGC), principal indicador de qualidade da educação superior do país. Ele varia de 1 a 5. As instituições avaliadas nas faixas 4 e 5 são consideradas muito boas. Já as que recebem notas nas faixas 1 ou 2 são classificadas como insatisfatórias e estão sujeitas a medidas cautelares ou punitivas por parte do MEC. Se não regularizadas, elas podem ser impedidas de abrir novos cursos, realizar vestibulares ou se credenciar a programas como Fies ou Prouni.

Ao todo, 2.066 instituições de ensino foram avaliadas. Segundo o Inep, 13,5% delas foram classificadas na faixas mais baixas (1 e 2), enquanto 66% delas ficaram na média (3) e 20,5% nas faixas superiores (4 e 5).

As instituições são divididas entre universidades, Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia (IFETs), Centros Federais de Educação Tecnológica (CEFETs), Centros Universitários e faculdades. Nas três primeiras categorias, nenhuma instituição recebeu nota abaixo de 3.

As faculdades mais mal avaliadas 
Ao todo, 274 faculdades receberam notas 1 e 2 . Abaixo, estão as 15 instituições que receberam as piores avaliações. É possível conferir as demais instituições na tabela disponibilizada pelo Inep.

FEFISA – Faculdades Integradas de Santo André (FEFISA) – SP
ICG (Contínuo): 0,5014 – IGC (Faixa): 1

Faculdades Integradas Silva e Souza (FAU) – RJ 
ICG (Contínuo): 0,6493 – IGC (Faixa): 1

Faculdade de Odontologia de Manaus (FOM) – AM 
ICG (Contínuo): 0,6947 – IGC (Faixa): 1

Faculdade Candido Mendes de Vitória (FCMV) – ES 
ICG (Contínuo): 0,7563 – IGC (Faixa): 1

Faculdade de Umuarama – PR 
ICG (Contínuo): 0,8233 – IGC (Faixa): 1

Faculdade de Tecnologia e Ciências da Bahia (FATEC/BA) – BA 
ICG (Contínuo): 0,8705 – IGC (Faixa): 1

Faculdade da Amazônia (FAMA) – RO 
ICG (Contínuo): 0,8764 – IGC (Faixa): 1

Faculdade de Tecnologia de Cruzeiro do Oeste (FACO) – PR 
ICG (Contínuo): 0,9103 – IGC (Faixa): 1

Faculdade Integrada de Araguatins (FAIARA) – TO 
ICG (Contínuo): 0,9114 – IGC (Faixa): 1

Faculdade de Tecnologia Fatep (FATEP) – SP 
ICG (Contínuo): 0,9329 – IGC (Faixa): 1

Faculdade Jataiense (FAJA) – GO 
ICG (Contínuo): 0,9926 – IGC (Faixa): 2

Faculdade de Ciência e Educação do Caparaó (FACEC) – ES 
ICG (Contínuo): 1,0820 – IGC (Faixa): 2

Faculdade Tecnológica Inap (FAT- INAP) – MG 
ICG (Contínuo): 1,0900 – IGC (Faixa): 2

Instituto de Ensino Superior Santa Cecília (IESC) – AL 
ICG (Contínuo): 1,0931 – IGC (Faixa): 2

Faculdade de Ciências Contábeis de Itapetininga (FCCI) – SP 
ICG (Contínuo): 1,0949 – IGC (Faixa): 2

Os Centros Universitários mais mal avaliados
Ao todo, quatro centros receberam nota 2. Nenhum foi avaliado com nota 1.

Centro Universitário Ibta – SP 
ICG (Contínuo): 1,6978 – IGC (Faixa): 2

Centro Universitário do Rio De Janeiro (UNIRJ) – RJ 
ICG (Contínuo): 1,8790 – IGC (Faixa): 2

Centro Universitário São José De Itaperuna – RJ 
ICG (Contínuo): 1,8999 – IGC (Faixa): 2

Centro Universitário Santa Rita (UNISANTARITA) – SP 
ICG (Contínuo): 1,9410 – IGC (Faixa): 2

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Solve : *
8 × 11 =