Homem é preso após estuprar e matar enteada de 4 anos


São Paulo – Um homem foi preso na madrugada desta quarta-feira (18/10) acusado de estuprar e matar a enteada, de 4 anos, em Sapopemba, na zona leste de São Paulo. Marcos Paulo Alves Luiz também teria ameaçado a mãe da menina, a auxiliar de limpeza Erika Gomes da Silva, 26, para que ela não o entregasse à polícia.

A criança, Emilly Laurindo da Silva, morava com a mãe e o criminoso em Santo André, no ABC Paulista, segundo informações de uma tia, Gilda Santos, 40. Erika ligou para familiares, por volta das 3h, avisando que a menina tinha caído e batido a cabeça. A mãe teria dito que, por causa do suposto acidente, ela e o marido iriam à 69ª DP (Teotônio Vilela).

Os familiares seguiram para o local e o pai biológico da criança soube do incidente por meio da ex-sogra. Ele não via a filha há quatro meses. “Quando chegamos na delegacia, os policiais e o delegado afirmaram que ela [Emilly] tinha sido estuprada e espancada. Ele [Marcos Paulo] foi preso, disse que não sabia o que tinha acontecido, na maior cara de pau”, contou a tia da menina.

Em depoimento à polícia, Alves Luiz confessou ter batido na enteada com um chinelo e um cabo de vassoura, mas negou a violência sexual. Ele deve passar por audiência de custódia ainda nesta quarta-feira (18). Gilda revelou que “a vontade de todo mundo era espancá-lo”, e que teme pela volta de Marcos. “Ele não pode ficar solto. É um monstro. E pode fazer isso com outras crianças”.

O acusado foi indiciado pelos crimes de homicídio qualificado e estupro de vulnerável. A previsão é que o velório da vítima ocorra nesta quinta-feira (19) – mas poderá ser adiado, pois ainda serão feitos exames para descobrir a causa da morte e se, de fato, houve violência sexual. As informações são do UOL.


Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto:
Pular para a barra de ferramentas