Homem morre após ter ereção prolongada do pênis

Manaus  – Um homem ‘morreu de ereção’ no estado de Delta, na Nigéria. Ele foi encontrado em um hotel depois de ter um encontro sexual com sua nova namorada. Identificado pelo nome Samson, o homem de 30 anos era casado e pai de três filhos.

Conforme publicado pelo britânico Daily Mail, testemunhas reportaram que Samson havia marcado encontro com a mulher depois de três meses de paquera. Ele estava animado e falava livremente a respeito em um bar enquanto consumia duas garrafas de uma bebida alcoólica não identificada. Um dos homens com quem bebia sugeriu que comprasse um estimulante sexual para prolongar sua ereção e impressionar a nova namorada.

Ainda segundo o Daily Mail, uma fonte anônima afirmou que a morte foi causada pela ereção. “Depois de manter relação por um longo período de tempo, ele não conseguia ejacular e deve ter morrido pelo estresse da ereção constante. Ele foi dominado pelo medicamento e foi a primeira vez que ele usou qualquer droga do tipo.”

Samson foi encontrado sozinho no hotel, o que indica que sua namorada fugiu logo após a tragédia. Apesar de já estar morto no momento em que foi socorrido, o pênis do homem permanecia ereto.

Por enquanto, nem a esposa nem a namorada procuraram a polícia para registrar oficialmente o ocorrido. Além disso, o corpo permanece no necrotério local e nenhum membro de sua família demonstrou interesse em retirar o cadáver para que seja feito o velório.

Citrato de Sidenafila

O princípio ativo do medicamento utilizado pelo nigeriano, que é mais conhecido por compor o famoso Viagra, é vendido sem qualquer restrição, mas tem contra-indicações e pode ter efeitos adversos, como foi o caso de Samson.

Apesar de o medicamento ser vendido em dosagens de 50mg e 100mg, é indicado que a primeira dose seja de 25mg, ingerindo mais somente se o efeito desejado não for obtido. Além disso, o remédio promove ereções naturais, ou seja, é necessário que haja estímulo sexual.

A bula do remédio indica que não é recomendada a interação do medicamento com  grandes quantidades de álcool. Caso a ereção permaneça por quatro horas sem interrupções, é necessário buscar ajuda médica.

Fonte: Último Segundo – iG 

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto:
Pular para a barra de ferramentas