Aos 60 anos, morre dona Dadá, desenhista icônica do Centro histórico de Manaus

Manaus – Maria das Dores Santana, a dona ‘Dadá’, grande figura do centro histórico de Manaus, morreu na última sexta-feira(02), aos 60 anos, no Hospital e Pronto-Socorro 28 de Agosto, onde dera entrada na sequência de complicações cardíacas e respiratórias.

Dadá, nasceu no município de Milagres, no Maranhão. Ela era uma mulher que desafiava as limitações impostas pela deficiência e desenhava com a boca usando apenas um lápis. Maria era conhecida popularmente como “Dadá” foi um filho oi mãe aos 19 anos e vivia de uma pensão.

No entanto por questões burocráticas o corpo de dona “Dadá” ainda não foi liberado para sepultamento, devido aos documentos dela que foram perdidos e até o presente momento nenhum familiar compareceu ao hospital para resolver a situação.

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Solve : *
36 ⁄ 18 =