Cliente denuncia Burger King após ser chamado de ‘macaco’ em nota fiscal

São Paulo – Um cliente negro foi chamado de ‘macaco’ no pedido de lanche feito no Burger King da avenida Santo Amaro, zona sul de São Paulo.

O caso aconteceu com o universitário David Reginaldo de Paula Silva, de 24 anos. Ele registrou um boletim de ocorrência por injúria racional.

Ao G1, o estudante contou que foi à lanchonete com uma amiga e fez o pedido normalmente. O atendente, então, pediu seu CPF, nome e anotou. Ao esperar sua comida ficar pronta, ele viu que ao lado da senha havia o nome ‘macaco’.

Ele explicou que, mesmo diante dos risos de três atendentes, incluindo o que escreveu ‘macaco’, preferiu guardar o comprovante e tentar comer.

“Aí liguei para meu pai e ele falou para guardar papel. Não fiz escândalo, não questionei o atendente e também não peguei sua identificação. Cheguei a comer dois pedaços e perdi o apetite. Depois fui para casa”, afirmou ao G1.

O preconceito racial é uma ‘doença’ que deve ser eliminada da sociedade brasileira. É inadmissível que em pleno século XXI, em 2018, ainda possa acontecer esse tipo de atitude racista”, postou David nas redes sociais. Ele usa o nome David Zambelli Jr (chocolate) em seu Facebook.

Em comunicado  encaminhado ao G1, o Burker King, por meio da assessoria de imprensa, disse que tomou conhecimento do caso e que está apurando o ocorrido para que as medidas necessárias sejam tomadas.

“A companhia reitera que repudia todo e qualquer ato discriminatório”, informa o comunicado da empresa. As informações são do Yahoo Notícias.

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Solve : *
18 − 12 =