Collor afirma que será candidato à Presidência e sugere que Lula foi vítima de golpe

São Paulo – O senador Fernando Collor (PTC-AL) voltou a falar que é pré-candidato à Presidência da República após seu partido comunicar que não lançaria candidato ao Palácio do Planalto.

“Continuo pré-candidato à Presidência da República. Não cheguei a pensar em nenhum momento em desistir. Continuo nesse trabalho de mostrar que minha pré-candidatura é uma alternativa que achei por bem colocar dentre os quadros dos pré-candidatos que estão postos”, disse em entrevista à rádio Guaíba.

Em sua fala, Collor também defendeu o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, dizendo que não há provas contra o petista e que, mesmo preso, ele tem o direito de gravar vídeos para a campanha eleitoral, algo que foi proibido pela Justiça.

“Ele foi submetido a uma pena de nove anos de detenção sem ter sido concedido a ele o direito à resposta a uma pergunta: onde está o documento que prova que o apartamento do Guarujá é de minha propriedade ou de alguém de minha família?”, declarou o senador.

Collor disse ainda que o aumento da pena de Lula na segunda instância, para 12 anos, foi determinado sem “qualquer fato novo”. “Todos sabem que eu não tenho procuração e sequer afinidade ideológica com o ex-presidente Lula em função do que eu vou dizer. Mas […] eu entendo que vem sendo cometida enormes injustiças em relação ao ex-presidente Lula”, declarou.

O senador disse não concordar, no entanto, com a tese do PT que Lula está sendo “perseguido” apenas por ser pré-candidato à Presidência. “Aí já acho que é uma viagem na maionese”, comentou.

Collor ainda aproveitou a entrevista para criticar fortemente a operação Lava Jato, comparando os acordos de delação premiada com tortura. “É uma operação que ela, em si, tem os seus bons propósitos. Acontece que a execução dessa operação foi dada a pessoas imberbes, de calças curtas, que não têm ainda consciência da realidade que nos cerca, que não têm a experiência necessária para ponderar e avaliar que aquilo que chega para julgamento e, mais do que isso, que estão atraídas pelos holofotes da mídia.”

*Com informações Yahoo Notícias

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Solve : *
17 − 1 =