Image and video hosting by TinyPic

Greve dos rodoviários chega ao 2º dia e prefeito tenta negociar saída


Manaus – O segundo dia da greve dos rodoviários, impactou a rotina de 550 mil usuários do transporte coletivo nesta quarta-feira (30). De acordo com o Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado do Amazonas (Sinetram), 70% da frota está em operação nas ruas da capital amazonense nesta quarta-feira.

Além disso após reunião com o prefeito de Manaus, Arthur Neto (PSDB) e o presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários e Urbano Coletivo de Manaus e no Amazonas (STTRM), Givancir Oliveira, informou que a categoria vai continuar em greve caso o reajuste salarial de 6,5% referente à data-base de 2017 e de 2018 não seja atendido além de benefícios, como tíquete alimentação, cesta básica e assistência médica-odontológica.

O prefeito de Manaus deu 24h pra que o Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado do Amazonas (Sinetram) e do Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários e Urbano Coletivo de Manaus e no Amazonas (STTRM) entrem em acordo.

Justiça

No último sábado (26), a desembargadora do TRT-11, Ruth Barbosa Sampaio, suspendeu a greve e em caso de descumprimento da ordem judicial, o Sindicato dos Rodoviários poderá ser multado em R$ 30 mil por hora de paralisação


Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Solve : *
20 + 13 =