Homem é preso após vender espetinhos de bem-te-vi como se fossem de frango

Manaus – Não é lenda nas principais capitais do país o famoso ‘espetinho de gato’ que agora ganhou uma nova roupagem. Um ambulante, de 59 anos, foi preso em flagrante, acusado de matar aves nativas de uma unidade de conservação ambiental para vendê-las no litoral de São Paulo, na cidade de Ilha Comprida como se fossem ‘espetinhos de frango’.

De acordo com a Polícia Militar Ambiental da cidade o ambulante foi encontrado no bairro Balneário Di Franco, durante patrulhamento de rotina. Durante a abordagem, o homem portava uma espingarda de pressão e ao ser questionado pelos policias ele acabou admitindo que estava caçando pássaros que posteriormente seriam vendidos como “espetinho de frango” nas praias da cidade.

Fiscais da vigilância sanitária constataram que carne estava estragada em freezer
Ambulante deve responder por e crimes ambientais e por comercializar produtos inapropriados para o consumo humano /Foto: Divulgação/Polícia Militar Ambiental

Após a detenção do ambulantes os policiais se deslocaram até a casa do suspeito e encontraram, 10 aves abatidas entre elas espécies de sabiá, bem-te-vi e columbina que estavam guardadas em um freezer e mais 240 quilos de carne, sem procedência.  Logo em seguida a Vigilância Sanitária da cidade foi acionada e apreendeu o material impróprio para consumo além disso o homem foi multado em R$ 10 mil.

O ambulante deve responder por crime ambiental comercialização  de produtos inapropriados para o consumo humano.

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Solve : *
16 + 2 =