Partida de futebol termina em briga generalizada; assista

Logotipo do(a) 90min Campo Grande – O clássico entre Operário-MS e Comercial-MS, válido pela sétima rodada do estadual Sul-Mato-Grossense, terminou de maneira vergonhosa no estádio Morenão, em Campo Grande. Em um domingo marcado por confusões, o jogo estava empatado em 0 x 0 até o Comercial inaugurar o marcador com Jô aos 45 minutos da etapa final, o que deu início ao tumulto, como relatou a matéria do ​globoesporte.com. Após o gol, o gandula Tadeu Francisco, de 19 anos, que atua pelas categorias de base do time, comemorou o gol na beira do campo, suficiente para provocar a ira do time adversário. Alguns jogadores e membros da comissão técnica não gostaram da atitude de Tadeu, foram correndo em sua direção e o agrediram. O jovem correu, tentando evitar a confusão, mas o atacante Jeferson Reis, do Operário, que estava no banco de reservas, o alcançou, derrubando o gandula no chão e o espancando.

Após as agressões, o jovem de 19 anos apresenta suspeita de fratura no nariz. A Polícia Militar entrou no campo para tentar acalmar a situação e depois do jogo foi ao vestiário para deter Jeferson, que já havia deixado o estádio. O massagista do Operário, Raul Prazeres, foi preso por lesão corporal e levado para a delegacia, enquanto Jeferson Reis, segundo a diretoria do clube, se apresentará à polícia para dar seus testemunho. O gandula foi para a delegacia junto da sua família para registrar a agressão.

O advogado do Comercial-MS, Reinaldo Leão, se colocou à disposição do funcionário agredido para tomar as medidas judiciais contra os envolvidos.

Com informações 90min

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Solve : *
20 ⁄ 5 =