Manifestantes fecham avenida em protesto por moradora vítima de bala perdida em Manaus


Manaus – Cerca de 100 moradores da comunidade Barão, no bairro Raiz, interditaram as duas vias da avenida Costa e Silva (avenida Silves), na noite desta quarta-feira (30), em protesto pela morte de Maria Antônia Ferreira Cordeiro, 46, que foi atingida por bala perdida na noite da última terça-feira (29), durante um tiroteio na região.

A manifestação começou por volta das 19h. Os manifestantes atearam fogo em pneus e pedaços de madeira nos dois sentidos da via. Segundo o Instituto Municipal de Engenharia e Fiscalização do Trânsito de Manaus (Manaustrans), o trânsito na avenida foi desviado para a rua Maués, com a orientação de agentes. A via foi liberada às 20h10.

Pelo menos 15 viaturas da Polícia Militar (PM) foram acionadas ao local. Os manifestantes começaram a ser dispersados após a chegada da equipe da Rocam, que fez barreira e disparou balas de borracha. O Corpo de Bombeiros também foi acionado ao local para apagar o fogo e realizar a retirada do material queimado.

Segundo o tenente Laio Pontes, da Ronda Ostensiva Cândido Mariano (Rocam), os manifestantes alegam que policiais militares participaram do tiroteio que matou uma moradora da comunidade. “A informação que temos é que, ontem (terça-feira), ocorreu um tiroteio entre duas facções criminosas da comunidade do Barão, e durante isso uma mulher foi baleada”, informou.

O tenente também acrescentou que um ônibus, cuja linha não foi informada, foi depredado por alguns manifestantes. O condutor do transporte público foi orientado a registrar o Boletim de Ocorrência (BO).

A dona de casa Eli Pereira Dias, 54, moradora do Beco Ipiranga, onde Maria Antônia foi morta, disse que os protestantes não aceitam o crime. “Foi um grupo de policiais que atirou nela, no momento que perseguiam os traficantes no beco”, afirmou.

Caso

A autônoma Maria Antônia Ferreira Cordeiro, 46, foi morta com quatro tiros, no Beco 4, localizado na Rua Ipiranga, bairro Raiz, zona sul de Manaus. De acordo com investigadores da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), a mulher foi atingida por bala perdida, por volta de 18h30 de terça-feira (29), durante um tiroteio entre traficantes da região.

Familiares da vítima informaram aos investigadores da DEHS que a autônoma estava voltando para casa quando foi atingida pelos disparos. O assassinato será investigado pela DEHS, onde os autores do crime são desconhecidos para a polícia.

Com informações D24am.


Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto:
Pular para a barra de ferramentas