Motorista da Uber tenta beijar passageira para ‘compensar’ corrida de R$ 0,75


Araçatuba – Uma mulher procurou a polícia de São José do Rio Preto (SP) na quarta-feira (8) afirmando ter sido assediada por um motorista da Uber após uma corrida “ter ficado muito barata”, no valor de R$ 0,75.

Segundo a vítima, que registrou boletim de ocorrência sobre o caso, ela solicitou uma corrida pelo aplicativo na rua Coronel Spinola de Castro para ir até o Centro da cidade.

Ela afirma que tinha um bônus da Uber no valor de R$ 5 para usar. A corrida tinha dado R$ 5,75 e, então, a passageira iria dar os R$ 0,75 restantes.

De acordo com a passageira, no fim da corrida, o motorista teria passado a mão na perna da mulher dizendo que “o preço da corrida havia saído muito barato”.

Ele também teria tentado beijar a vítima, que ficou com medo e saiu do carro.

Em nota, a Uber afirmou que este tipo de comportamento não é tolerado e o motorista já foi banido da plataforma. A Uber se colocou à disposição para colaborar com autoridades durante as investigações.

Informou, ainda, que “nenhuma viagem na Uber é anônima e este tipo de comportamento, se confirmado, leva ao imediato desligamento da plataforma. Acreditamos na importância de combater, coibir e denunciar casos de assédio e violência contra a mulher.”

O caso deverá ser investigado pela Delegacia de Defesa a Mulher de Rio Preto.

Com informações G1 


Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto:
Pular para a barra de ferramentas