Mototaxista suspeito de estupro de adolescente é preso em Manaus

Erro no banco de dados do WordPress: [Table 'expr41812039866.wp_ryp5frf1zq_impulsosocial' doesn't exist]
SELECT * FROM wp_ryp5frf1zq_impulsosocial

Erro no banco de dados do WordPress: [Table 'expr41812039866.wp_ryp5frf1zq_impulsosocial_popup' doesn't exist]
SELECT * FROM wp_ryp5frf1zq_impulsosocial_popup

Manaus – O mototaxista Marcelo Augusto Praia de Souza, 26, foi preso pelo crime de  estupro ele é acusado de ter violentado pelo menos  três adolescentes na capital desde o ano passado.

De acordo com a polícia, Marcelo estuprou a jovem e depois roubou o celular dela vendendo para uma terceira pessoa, que o reconheceu na delegacia.a. Em maio, Marcelo teria tentado cometer um novo crime, mas a vítima conseguiu fugir.

O mandado de prisão, expedido no dia 10 de junho pela juíza Patrícia Loureiro, da Vara Especializada em Crimes Contra a Dignidade Sexual da Criança e Adolescentes, foi cumprido por volta das 14h de ontem no bairro Jorge Teixeira, Zona Leste da capital.

Segundo a delegada Juliana Tuma, além desse caso, ele é suspeito de ter  praticado  mais dois estupros em Manaus, no ano passado e uma tentativa de abuso sexual em maio deste ano  no ramal do Brasileirinho contra outra menor de idade. Na ocasião, a vítima conseguiu fugir.

Ele praticava os crimes sempre usando capacete, o que dificultava o reconhecimento das vítimas.

Ainda segundo a delegada, a adolescente teria solicitado o serviço de Marcelo, que trabalhava como mototaxista. Durante o trajeto, Marcelo teria levado a vítima para um terreno baldio, estuprado e roubado o celular dela.

Ao investigarem o caso, equipes da Depca encontraram o celular da vítima, que havia sido vendido por Marcelo para outra pessoa. Ao prestar esclarecimentos, a testemunha reconheceu Marcelo como o responsável pelo repasse do aparelho.

De acordo com os investigadores, Marcelo praticava os crimes de capacete para não ser reconhecido pelas vítimas.

Além disso, ele obrigava as adolescentes a praticarem sexo oral.

O suspeito será indiciado por estupro e deve ser encaminhado à Cadeia Pública Raimundo Vidal Pessoa, Centro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Solve : *
28 + 26 =