Prefeitura e Sinetram, decidem suspender cobrança de nova tarifa de ônibus

Erro no banco de dados do WordPress: [Table 'expr41812039866.wp_ryp5frf1zq_impulsosocial' doesn't exist]
SELECT * FROM wp_ryp5frf1zq_impulsosocial

Erro no banco de dados do WordPress: [Table 'expr41812039866.wp_ryp5frf1zq_impulsosocial_popup' doesn't exist]
SELECT * FROM wp_ryp5frf1zq_impulsosocial_popup

Manaus –  A Prefeitura de Manaus informou, por meio de nota, que, após uma rodada de negociações com o Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado do Amazonas (Sinetram), neste sábado (9), a cobrança da nova tarifa do transporte coletivo da capital, autorizada pelo Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM), na última sexta (8), foi adiada. Segundo a nota, a prefeitura afirmou que “conseguiu interromper a cobrança da tarifa de ônibus com reajuste, que seria feita a partir deste domingo (10). A decisão final sobre a nova tarifa ficou para a próxima segunda-feira (11), em uma nova rodada de negociação entre a Prefeitura e o Sinetram”.

Na tarde de sábado (9), o Sinetram havia dito que a nova tarifa de ônibus entraria em vigor, a partir deste domingo (10), em Manaus. O novo valor, que seria de R$ 3,54, foi arredondado para R$ 3,55, conforme lei municipal nº 209/93.

Na decisão judicial da 2ª Câmara Cível, o tribunal autorizou a concessão de reajuste de 12,37% na tarifa do transporte coletivo, sobre a tarifa técnica de R$ 3,15. Esta foi estabelecida para evitar que a população pagasse o reajuste no início deste ano. Com isso, o usuário paga R$ 3 e cabe à Prefeitura de Manaus complementar o valor restante da passagem, pagando R$ 0,15. No entanto, as empresas alegam que o Município não vem pagando este valor, o que, segundo elas, gera um prejuízo de mais de R$ 10 milhões. Toda a ação ingressada pelas empresas de transporte coletivo foi feita com base na tarifa técnica, e não na cobrada da população.

O Sinetram havia alertado, no sábado (9), aos usuários que já possuíam créditos nos cartões Passa Fácil, que só seriam afetados pela nova tarifa quando realizassem a nova compra. O órgão informou que o valor para os estudantes seria de R$ 1,77.

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Solve : *
17 ⁄ 17 =