Primo confessa à polícia que estuprou criança antes de matá-la

Brasília – O adolescente, de 16 anos, confessou formalmente à polícia que estuprou a prima Ana Iris, 12, antes de matá-la esganada. Ele declarou que a motivação do homicídio seria para ocultar o crime sexual. Segundo o relato do menor infrator, o fato ocorreu no mesmo dia em que a menina desapareceu (10/9). Após matá-la, o jovem arrastou o corpo por cerca de 10 metros para escondê-lo no matagal.

O delegado-chefe da Delegacia da Criança e do Adolescente (DCA), Juvenal Campos, explica que o menor infrator estava internado em um hospital por conta das agressões que sofreu na terça (26), por  populares que já suspeitavam ser ele o autor do homicídio. Após os últimos exames, ele teve alta nesta quinta (28). Como já tinha escolta, foi levado diretamente para a DCA II, onde foi cumprido mandado de busca e apreensão.

Foto: Daniel Ferreira do Metrópoles

O adolescente infrator foi apreendido pelo ato infracional análogo aos crimes de homicídio, ocultação de cadáver e estupro de vulnerável, pelo período inicial de 45 dias. Após os procedimentos legais, o adolescente foi levado para internação no Núcleo de Atendimento Integrado (NAI).

No dia em que confessou o assassinato, o adolescente chegou a negar que tinha estuprado a prima. Disse apenas que tinha sentido “vontade de matar”

Com informações Metrópoles

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Solve : *
22 − 10 =