Rombo milionário na Unimed Manaus faz com que pronto-socorro feche as portas; assista

Manaus – A Unimed Manaus passar por uma grande crise nas suas finanças após a descoberta de um rombo equivalente R$ 500 milhões na cooperativa, o que fez a entidade entrar na mira do Regime Fiscal da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS).

Em um vídeo divulgado nas redes sociais, o médico cirurgião-geral Luis Carlos Cembrani mostra o momento final do pronto-socorro, que ficava localizado dentro das dependências do Centro Universitário Nilton Lins (UniNiltonLins), no Parque das Laranjeiras. No entanto, os clientes do plano de saúde passam a ser atendidos pelo Hospital Santa Júlia.

Assista:

O fechamento do pronto-socorro, faz parte de uma medida de recuperação da cooperativa, por meio de um diretor fiscal indicado pela ANS, sancionado pela resolução operacional nº 2.336, de outubro de 2018, publicada no Diário Oficial, que concede mais 12 meses de tempo para que todas as medidas de recuperação e ajuste financeiro sejam colocadas em prática. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Solve : *
16 + 6 =