Image and video hosting by TinyPic

Fundador da Gol vai a júri popular por homicídio qualificado


São Paulo – O empresário Nenê Constantino vai a júri popular nesta segunda-feira (20) no Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios (TJDFT). O fundador da Gol Linhas Aéreas e proprietário da Viação Planeta foi denunciado em 2008 pelo homicídio qualificado de Márcio Leonardo de Sousa Brito, que aconteceu em outubro de 2011.

Investigações apontam que Constantino foi o mandante do assassinato. O crime teria sido encomendado após a vítima, que era um líder comunitário, ter ocupado um terreno relacionado a Viação Planeta com cerca de 100 pessoas.

A mesma sessão também vai julgar outros quatro acusados do crime: Vanderlei Batista Silva, João Alcides Miranda, João Marques dos Santos e Manoel Tavares, que teria feito os disparos contra Márcio Brito.

Cabe ao Tribunal do Júri de Taguatinga a decisão sobre a culpabilidade dos acusados. As informações são do Metrópoles.


Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Solve : *
30 ⁄ 30 =