Secretária de José Melo não aparece no trabalho, mas recebe R$ 18 mil por mês


Manaus – Auxiliadora Abrantes Pinto foi vista ano passado carregando santinhos e participando de caminhadas a favor do candidato Marcelo Ramos (PR) que foi derrotado ano passado na disputa pela Prefeitura de Manaus.

Segundo informações do Portal Pávulo a secretaria extraordinária Auxiliadora Abrantes Pinto conhecida com “Dorinha 71”, recebe R$ 18 mil por mês e não aparece no trabalho há mais de 1 ano , os relatos dos servidores beiram ao absurdo. Uma servidora comissionada em cargo extraordinário, com um salário de R$ 18 mil por mês, segundo denúncia não aparece em seu local de trabalho. Muitos dizem até que Dorinha 71 não tem local para desenvolver seu extraordinário trabalho.

Michele Garcia, esposa de Bi Garcia, que na época era deputado estadual, atualmente é prefeito de Parintins, em pleno expediente de trabalho Michele postou fotos nas praias da Jamaica nas redes sociais e ainda escreveu mensagens: “A verdade é que felicidade incomoda! E eu sou feliz demais!!!”

O salário que ela recebia como secretária extraordinária era de R$ 17 mil. Depois desse escândalo, Michele Garcia foi exonerada do cargo de secretária extraordinária do governo estadual.


Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto:
Pular para a barra de ferramentas