‘Só pensei em proteger minha mãe’, diz homem que matou padrasto a pauladas


Manaus – “Estou arrependido, mas só queria proteger minha mãe”, disse o marmorista John Lennon Moraes Vieira, de 27 anos, durante coletiva de imprensa realizada na manhã desta quinta-feira (19), na sede da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), Zona Leste de Manaus. Ele estava sendo procurado por matar a pauladas o próprio padrasto, José Edivaldo dos Santos Lobato, que na época tinha 38 anos.

O crime aconteceu no dia 29 de março deste ano, na rua Tucandeira, bairro Colônia Terra Nova, na Zona Norte de Manaus, e foi registrado por uma câmera de segurança de uma casa. Conforme a autoridade policial, o infrator foi preso pela equipe da DEHS na tarde de quarta-feira (18), por volta das 15h30, na avenida do Turismo, bairro Tarumã, Zona Oeste, em uma empresa onde trabalhava como marmorista.

O crime aconteceu no dia 29 de março deste ano, na rua Tucandeira, bairro Colônia Terra Nova, na Zona Norte de Manaus – Divulgação/Polícia Civil

O mandado de prisão temporária em nome do infrator, com prazo de 30 dias, foi expedido no dia 4 de abril deste ano, pela juíza Mirza Telma de Oliveira Cunha, da 1ª Vara do Tribunal do Júri.

De acordo com o delegado Torquato Mozer, adjunto da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), o infrator agrediu o padrasto fisicamente, com socos e pauladas, o que ocasionou a morte da vítima.

Em depoimento na unidade policial, John relatou que cometeu o delito motivado por vingança, pois o padrasto teria agredido fisicamente a mãe dele uma semana antes do crime. Segundo Mozer, toda a ação criminosa foi registrada por câmeras de segurança instaladas naquela região.

John foi indiciado por homicídio qualificado. Ao término dos procedimentos cabíveis, o infrator permanecerá custodiado na unidade policial.

Com informações Em Tempo e  Assessoria da Polícia Civil do Amazonas


Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto:
Pular para a barra de ferramentas