“Sou apenas vítima do destino”, diz líder do PCC em Manaus


Manaus – Ismale Reis de Sena, 28, e a sua companheira, Mayara Abdon de Souza, 24, foram presos por tráfico de drogas e associação para o tráfico, na noite dessa segunda-feira (27), durante uma operação conjunta entre equipes da Polícia Civil (PC), Polícia Militar (PM), e da Secretaria de Estado de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM), na zona norte de Manaus. Foragido há quatro anos, Ismale é apontado como um dos líderes de uma facção criminosa atuante na cidade de Manaus e como responsável pela morte de quatro presos, que fugiram da Cadeia Municipal Raimundo Vidal Pessoa no início do ano, após a rebelião nos presídios do Amazonas.

“Sou apenas um microempreendedor vítima do destino. Fui preso outras duas vezes e sou julgado por ser usuário de drogas. Já fui alvejado com três tiros por uma facção em um presídio. Não tenho nada a ver com esses crimes.”, afirmou o ex-foragido, dizendo ser inocente e empresário do ramo de entretenimento, atuante no município de Novo Airão (a 115 quilômetros de Manaus).

A operação envolveu equipes do Departamento de Investigações sobre Narcóticos (Denarc) e a Ronda Ostensiva Cândido Mariano (Rocam), com o apoio da Secretaria Executiva Adjunta de Inteligência (Seai) ligada à SSP-AM.

De acordo com o delegado Paulo Mavignier, diretor do Denarc, Ismale possui dois mandados de prisão preventiva por tráfico de drogas e associação para o tráfico. “Ele é citado em quatro inquéritos da Delegacia de Homicídios (DEHS), que investiga a morte de pessoas ligadas ao tráfico”, afirmou o delegado.

Segundo o delegado, Ismale comandava o tráfico no conjunto Nossa Senhora de Fátima 1, no bairro Cidade Nova, zona norte, onde sua família também mora. Com o foragido, foram encontrados dois quilos de drogas.

A partir de informações privilegiadas, a força-tarefa conseguiu chegar até a residência de Ismale, que, para o coronel Álvaro Cavalcante, da Rocam, o homem é um criminoso violento que tem contato com facções que atuam na fronteira. “A droga desce para Manaus, é abastecida e encaminhada para outras partes do Brasil”, disse. “Tal afirmação implica na praticidade de circulação do tráfico no país por Ismale fazer parte de uma organização oriunda do Sudeste”.

Ismale será encaminhado à audiência de custódia, na tarde desta terça-feira, no Fórum Ministro Henoch da Silva Reis, localizado na Avenida Humberto Calderaro. A possibilidade de transferência para um presídio federal, visto que Ismale é um sujeito perigoso e articulado dentro do sistema, ficará sob responsabilidade do Poder Judiciário e da Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap), de acordo com Paulo Mavignier.

Mayara Abdon de Souza, 24, foi presa em sua casa, na Rua Santa Helena, bairro Amazonino Mendes. Em depoimento, ela afirmou guardar entorpecentes para Ismale por um valor de R$ 150 (cento e cinquenta reais). Presa em flagrante, Mayara também será encaminhada a uma unidade prisional da capital, conforme o delegado do Denarc.

Com informações D24am.


Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto:
Pular para a barra de ferramentas