Taxistas e mototaxistas realizam manifestação contra o Uber em Manaus

Manaus – Um grupo de mototaxistas e taxistas realizam na manhã desta segunda-feira (19) uma manifestação em frente à sede da Prefeitura de Manaus, localizada na avenida Brasil, Compensa, Zona Oeste da cidade, para pedir do poder público um posicionamento sobre a regulamentação ou fiscalização do Uber e dos transportes clandestinos. As informações são do Portal Acrítica.

Parte dos manifestantes se concentrou nas primeiras horas do dia na avenida do Samba, Zona Centro-Oeste de Manaus. Às 9h eles saíram em manifesto seguindo na avenida Djalma Batista, depois Boulevard Álvaro Maia e avenida Brasil. Enquanto isso, outra parte do grupo iniciou a manifestação em frente à sede da prefeitura.

este momento as duas faixas da avenida Brasil são tomadas pelos veículos de táxi e motocicletas e os manifestantes atearam fogo em pneus. Eles apelam por uma tentativa de diálogo entre as duas categorias e o prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto, alegando prejuízos de pelo menos 40% desde quando o Uber começou a operar na capital.

Conforme os taxistas e os mototaxistas, a mudança constante do titular da Superintendência Municipal de Transporte Urbanos (SMTU) tem atrapalhado o diálogo entre as categorias como também as fiscalizações diário dos transportes clandestinos. Eles afirmam que não querem mais ninguém envolvido com a política, porém se contradizem quando dizem que o mais viável para cuidar do órgão deveria ser o vereador Elissandro Bessa (PHS).

Por volta das 11h, os manifestantes bloquearam os portões do prédio da prefeitura, fechando acessos e impedindo a entrada e a saída de pessoas. A decisão ocorreu após eles não serem recebidos pelo prefeito Arthur Virgílio Neto.

Crédito fotográfico: Jander Robson

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Solve : *
9 × 26 =