Trio é preso após roubar R$ 30 mil de empresa no Distrito Industrial

Manaus – A Polícia Civil do Amazonas, por meio da equipe de investigação da Delegacia Especializada em Roubos, Furtos e Defraudações (Derfd), sob o comando do delegado, Adriano Félix, titular da unidade policial, prendeu na tarde de terça-feira (19/12), por volta das 13h, Armando Ramos Takafaz, 26, conhecido como “Bené”; John Sullivan Rodrigues de Oliveira, 27, o “Jhon Jhon”, e Saulo Maciel das Chagas, 27, em cumprimento a mandados de prisão preventiva por roubo majorado,  ocorrido no dia 23 de setembro deste ano, em uma empresa prestadora de serviços veicular, situada na Avenida Buriti, segunda etapa do bairro Distrito Industrial, zona leste da capital.

Conforme o delegado Adriano Félix, no dia do crime “Bené”, “Jhon Jhon” e Saulo, junto de um homem identificado como Jonas dos Santos Sarmento, 37, conhecido como “Cachorrão”, que é procurado pela polícia, conseguiram subtrair em torno de R$ 30 mil em espécie, além de aparelhos celulares dos funcionários da empresa. O trio foi apresentado durante coletiva de imprensa realizada na manhã desta quarta-feira (20/12), às 9h30, no prédio da Derfd, segunda etapa do bairro Alvorada, zona centro-oeste.

A prisão dos três infratores ocorreu por volta das 13h, em via pública, no bairro Colônia Antônio Aleixo, zona leste da cidade. O veículo utilizado na ação criminosa, modelo Saveiro, de cor vermelha e placas PHH–7206, foi apreendido durante a ação policial. Os mandados de prisão preventiva em nome de Armando, John e Saulo foram expedidos no dia 19 de dezembro deste ano, pelo juiz Genesino Braga Neto, da 10ª Vara Criminal.

À imprensa, o delegado Adriano Félix revelou como cada integrante do grupo agiu no dia da ação criminosa. “Por volta das 9h30, Armando e Jonas entraram no estabelecimento se passando por clientes. Armando estava em posse de um revólver calibre 38 e, junto com Jonas, rendeu cinco funcionários da empresa. Do lugar eles conseguiram subtrair R$ 30 mil em espécie, além dos celulares das vítimas, enquanto Saulo e John aguardavam os comparsas do lado de fora da empresa, dando cobertura e também para auxiliá-los na fuga”, disse.

As informações privilegiadas sobre o dia do pagamento dos funcionários da empresa foram repassadas para o grupo por um jovem chamado Deivison Igor Maia da Silva, 21, que trabalhou na empresa. “Os quatro indivíduos tinham informações  sobre o pagamento dos funcionários daquela empresa. Como o ex-funcionário colaborou com as investigações, fizemos um tipo de delação premiada e, por meio do depoimento dele, conseguimos identificar todos os envolvidos no delito”, declarou o delegado.

Vítima relata assalto

O proprietário da empresa prestadora de serviços veicular, Dorival Correa, participou da coletiva à imprensa e, na ocasião, informou como o grupo agiu no dia do crime e, também, parabenizou o trabalho da equipe da Derfd na elucidação do caso.

“Eles entraram na empresa e colocaram uma caixa em cima do balcão. Simulando tirar uma peça do objeto, acabou exibindo uma arma. Nesse momento, um deles colocou o revólver na minha cabeça e o outro rendeu uma das nossas funcionárias e também a agrediu. Não esperava que nosso ex-funcionário estivesse envolvido no crime, porque tínhamos um carinho muito grande por ele. Quando descobrimos a verdade, o choque foi bem maior. Parabenizo a Polícia Civil pelo trabalho desempenhado e, principalmente, pela agilidade em identificar e prender três deles”, declarou Dorival Correa.

Armando, John e Saulo foram indiciados por roubo majorado. Ao término dos procedimentos cabíveis realizados na especializada, os infratores serão encaminhados ao Centro de Detenção Provisória Masculino (CDPM), onde irão permanecer à disposição da Justiça. Deivison também foi indiciado por roubo majorado, mas irá responder ao processo em liberdade.

Líder do grupo segue foragido

O delegado Adriano Félix informou que as investigações em torno do caso irão continuar até que Jonas dos Santos Sarmento seja localizado e preso.  Para finalizar, a autoridade policial pediu a colaboração da sociedade para ajuda a polícia a prender o foragido da Justiça. Quem puder ajudar com informações sobre o paradeiro de Jonas, entrar em contato com a equipe da Derfd pelo número do disque-denúncia da especializada: (92) 99962-2187. A identidade dos informantes é mantida em sigilo.

Com informações assessoria  de Polícia Civil do Amazonas

 

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Solve : *
4 − 3 =