Image and video hosting by TinyPic

Vaquinha em defesa de Lula já arrecadou mais de 70 mil reais


Brasília – Uma “vaquinha” apara arrecadar doações para um evento em defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva já arrecadou 79.000 reais. A meta do financiamento coletivo organizado pela Frente Brasil Popular (FBP) do Rio Grande do Sul é que 300.000 reais sejam doados para a realização de um evento em Porto Alegre. Os atos estão programados paras o dias 22, 23 e 24 com a presença de artistas, juristas e militantes. Neste último dia, será julgado o recurso de Lula pela condenação a nove anos e meio de prisão pelo caso do tríplex do Guarujá pelo Turma do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4).

A criadora do “crowdfunding” é a petista Misiara Oliveira, de Santa Maria, que já foi condenada por improbidade administrativa em 2016 pela 3ª turma do TRF4. Segundo a desembargadora Marga Inge Barth Tessler, relatora do caso, Misiara “valeu-se da sua condição de pessoa pública” com “intuito fraudulento” ao indicar uma ONG “fantasma” para intermediar o uso de verba pública para projetos sociais. Misiara era secretária de Assistência Social em Santa Maria, em 2005, quando indicou a ONG Olympe, fundada por ela e presidida pelo seu marido, Marcelo Brettas, para gerenciar uma verba pública federal para um projeto de inclusão social.

Procurada desde a semana passada, através da assessoria da FBP, Misiara não respondeu ao pedido da reportagem para comentar sobre o financiamento coletivo e sua condenação. Na denúncia do Ministério Público Federal (MPF), aponta a desembargadora, consta que “o recebimento indevido da verba seria resultado do pagamento por serviços de coordenação não efetivamente prestados pela ONG na execução do subprojeto Inclusão Social, vez que inexiste registro de participação da ONG em atividade relativa ao contrato em questão, bem como foi apurado que as entidades sem fins lucrativos que atuaram na execução dos projetos desconheciam a existência da ONG Olympe, que sequer teria sede, restando evidente que inexistia de fato, funcionando como uma instituição”.

Além disso, o site do Partido dos Trabalhadores (PT) também está pedindo doações. Em um vídeo, o tesoureiro do partido, Emídio de Souza, convida os militantes a doarem. As doações podem variar de 25 a 2.000 reais. “O que estará em julgamento não é apenas o cidadão Luiz Inácio. O que estará em julgamento é a história do Brasil e a nossa crença em um país melhor. O mais importante é a gente ter certeza que todo o dinheiro arrecadado nessa campanha será usado exclusivamente na nossa ida a Porto Alegre. Será prestado contas de cada centavo para todos que contribuírem para a nossa campanha.”

Com informações  Veja.com / Crédito fotográfico: Ricardo Stuckert/PT


Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Solve : *
21 + 11 =