Wilson Lima desconhece princípios da Lei de Responsabilidade Fiscal, que impõe limite de gastos aos Governos

Manaus – Ao ser questionado sobre limites impostos pela Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) de gastos com pessoal, durante debate na TV Amazonas, o candidato ao Governo, Wilson Lima (PSC), demonstrou desconhecer os princípios da lei que impõe controle de gastos aos gestores públicos da União, Estados e Municípios. Ele disse, ainda, que o Estado ultrapassou o limite da LRF para gastos com pessoal, o que não corresponde à realidade.

Wilson Lima foi questionado pelo candidato à reeleição, Amazonino Mendes, sobre seu entendimento sobre a LRF, receita corrente líquida e limite prudencial. Em sua resposta, Wilson falou sobre o orçamento do Estado, programação de pagamentos de fornecedores e da aplicação de recursos públicos.

Na réplica, Amazonino Mendes ressaltou o desconhecimento do candidato sobre o tema. “Restou claro que o candidato desconhece os princípios da Lei de Responsabilidade Fiscal, o que preocupa pelo caráter duvidoso do ponto de vista técnico administrativo. Governar o Estado requer um pressuposto simples que é conhecer a Lei de Responsabilidade Fiscal”, disse Amazonino.

Na tréplica, Wilson afirmou que o Estado já ultrapassou limite da LRF para gastos com pessoal, demonstrando mais uma vez desconhecer as finanças do Estado. Conforme dados do Portal da Transparência, os gastos com pessoal do Governo do Estado estão abaixo do limite máximo da LRF, que é de 49% da receita corrente líquida.

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Solve : *
28 − 3 =