Acusado de estuprar e matar menina é morto em confronto, diz polícia

Goiânia – Principal suspeito de matar a garota Ana Clara Pires Camargo, 7 anos, o vendedor ambulante Luis Carlos Costa Gonçalves, 35, foi morto após ser baleado em confronto com policiais, na tarde desta quarta-feira (22/2), em Goiânia.Com informações Metrópole.

Segundo informações da Polícia Civil ao G1, ele já foi vizinho da família da vítima. O homem morava em um bairro próximo. Luis Carlos trabalhava revendendo blocos de notas.

A menina desapareceu há cinco dias em Goiânia, depois de ter saído de casa para entregar um dinheiro a uma vizinha. Segundo os investigadores, há indícios de que o acusado tentou queimar o corpo da vítima, que foi achado nesta quarta, usando soda cáustica e álcool.

O corpo estava em uma área de mata em Santo Antônio de Goiás, Região Metropolitana da capital goiana. Foi encontrado parcialmente queimado e em estado de decomposição, segundo informação do Instituto Médico Legal (IML) de Goiânia ao Metrópoles.

O veículo estava abandonado em uma estrada vicinal que dá acesso à GO-462 e foi encontrado por vigilantes da Embrapa. Dentro da mata, estava o corpo da menina.

Ana Clara desapareceu na tarde da última sexta-feira (17). Segundo a família, a criança saiu para comprar refrigerante e foi vista conversando com alguém em um carro prata. Logo depois, ela saiu mais uma vez para entregar um dinheiro à vizinha e sumiu.

Na terça-feira (21), uma mulher, que não quis ser identificada, acionou a Polícia Civil após ouvir uma criança gritando por socorro em uma chácara em Goiânia. Os policiais se dirigiram ao local, mas não encontraram nada. O delegado Valdemir Pereira da Silva, titular da Delegacia Estadual de Investigações Criminais (Deic), responsável pelo caso, confirmou que o corpo dela foi achado no local, nesta manhã, após novas buscas.

Confira nota divulgada pela PMGO:

Reprodução/O Popular

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Solve : *
33 ⁄ 11 =