Caos na segurança pública: detentos são decapitados no presídio do Puraquequara

Manaus – Após a fuga no Instituto Penal Antônio Trindade (Ipat) e o massacre promovido pela facção criminosa  Família do Norte (FDN), foi a vez dos detentos da Unidade Prisional do Puraquequara (UPP)  protagonizarem um novo capítulo no caos do sistema penitenciário no Amazonas.

De acordo com informações do titular da Secretaria de Estado de Administração Penitenciária, Pedro Florêncio, foram quatro detentos ligados ao Primeiro Comando da Capital (PCC) assassinados na UPP na tarde de hoje. O assassinato ocorreu após o início do processo da transferência dos presos da facção para a Cadeia Pública Raimundo Vidal Pessoa. “Aconteceu. Todos decapitados. Nós tiramos o ‘capitão’ do PCC e evitamos mais mortes. Mas não houve rebelião”, afirmou o secretário.

“Eram presos (do PCC) que moravam com eles (da FDN). Eles tinham convivência normal, mas eram inimigos e estavam ameaçados para morrer em determinado momento. Convivem, mas se tiver permissão para matar, eles matam”, acrescentou Pedro Florêncio.

Com informações Portal Acrítica. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Solve : *
10 − 3 =