Caprichoso e Garantido recebem título de Patrimônio Cultural do Brasil

Manaus – O 54º Festival Folclórico de Parintins começou, nesta sexta-feira (28/06), com o reconhecimento do Complexo Cultural do Boi Bumbá do Médio Amazonas e de Parintins como Patrimônio Cultural do Brasil, simbolizado pela entrega do certificado do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) aos presidentes dos bumbás Caprichoso e Garantido. As placas simbólicas dos títulos foram entregues pelo governador Wilson Lima, que destacou a importância do certificado para a cultura da região e dos povos que se unem para manter viva a tradição do festival há mais de meio século.

“Esse é o grito do povo que tem a cultura na sua veia, que ajuda a falar da preservação da floresta e dos recursos naturais, mas acima de tudo do ser humano, do caboclo, do índio e do negro, do quilombola, do ribeirinho. Isso é algo que nos abre portas”, declarou o governador pouco durante solenidade realizada na arena do Bumbódromo, pouco antes do início da primeira noite de apresentação das duas agremiações.  

Wilson Lima ressaltou a importância da valorização do folclore do Amazonas e desejou boa sorte ao Caprichoso e Garantido, que disputam o título de campeão de 2019, que começa hoje e terá mais dois dias de apresentação, 29 e 30 de julho. “Esse é o momento histórico em que estou muito emocionado com esse reconhecimento nacional que hoje é dado pelo Iphan. Eu fiz questão de vir aqui na arena, onde por muitas vezes estive como brincante, como profissional. Desejo boa sorte aos dois bumbás em suas apresentações neste festival”, afirmou.

Para a realização do festival deste ano, o Governo do Amazonas fez um esforço para antecipar o investimento que é feito para preparar o festival, que é considerado um dos maiores eventos folclóricos do Brasil. Por ano, mais de 60 mil turistas visitam a ilha durante o festival, movimentando a economia do estado. As duas agremiações receberam patrocínio de R$ 5 milhões do Estado, que foi pago em três parcelas.

“Neste ano fizemos diferente, em comparação aos anos anteriores, porque antecipamos os recursos para as duas agremiações folclóricas e também a entrega do Bumbódromo, o que não acontecia há muito tempo. Isso dá mais tranquilidade aos artistas e trabalhadores que criam este espetáculo”, frisou.

Também participaram da solenidade, na arena do Bumbódromo, a primeira-dama, Taina Lima, o vice-governador, Carlos Almeida; o secretário estadual de Cultura, Marcos Apolo Muniz; o diretor do Departamento de Patrimônio Imaterial do Iphan, Hermano Queiroz, e a superintendente do instituto no Amazonas, Karla Bitar.

Fotos: Diego Peres e Bruno Zanardo/Secom

O secretário estadual de Cultura, Marcos Apolo Muniz, destacou que a inscrição do Complexo Cultural do Boi Bumbá no Livro de Celebrações vai potencializar a visibilidade e a motivação dos artistas envolvidos nessa manifestação, não apenas em Parintins, mas no Estado. “É um reconhecimento muito importante para os artistas e a todos que dedicam sua vida ao folclore do Amazonas”, disse.

Valorização cultural – Segundo o diretor do Departamento de Patrimônio Imaterial do Iphan, Hermano Queiroz, esse reconhecimento público na abertura do Festival Folclórico é importante para valorizar ainda mais o trabalho de todos que constroem a manifestação cultural. “Há um intenso envolvimento da comunidade local na preparação do Boi Bumbá, sendo necessários inúmeros saberes de tradição popular que, juntos, resultam no Complexo Cultural do Boi Bumbá do Médio Amazonas e Parintins”, ressaltou.

Fortalecimento da identidade cultural – Para o presidente do boi-bumbá Caprichoso, Babá Tupinambá, o certificado do Iphan que fortalece o folclore de Parintins.  “Esse reconhecimento valoriza ainda mais um trabalho de quase 100 anos, que é realizado no meio da floresta, numa pequena ilha. É algo que os bois de Parintins mereceram e que vai fortalecer ainda mais a divulgação do nosso folclore não só na região amazônica, mas no Brasil e no mundo”.

O presidente do boi-bumbá Garantido, Fábio Cardoso, afirmou que o certificado reconhece a identidade cultural do Amazonas. “Temos muito orgulho de ser um dos  responsáveis pela conquista desse título para a nossa cidade. Parintins, que com seu talento extraordinário, deu identidade cultural ao maior Estado brasileiro, o Amazonas”.

Reconhecimento – Além de Caprichoso e Garantido, o Iphan listou, em oito municípios abarcados pelo inventário realizado nas regiões do Médio e Baixo Amazonas, mais de 80 conjuntos expressivos de bois bumbás, em atividade e em memória. Os festejos relacionados a brincar de boi acontecem de diferentes maneiras e de acordo com a localidade em que são realizados.

Os Bumbás – O Boi-Bumbá Caprichoso é conhecido como o Boi de Parintins e é representado pelas cores azul e branco. Neste ano, o Caprichoso defende o tema: “Um Canto de Esperança para Mátria Brasilis”, que vai ressaltar valores de um povo que supera, a cada dia, os problemas atuais da sociedade e como as populações lidam com pluralidade e diversidade cultural. O Boi Caprichoso foi criado em 1913, possui 22 títulos do Festival e busca, neste ano, o tricampeonato. O boi tem como berço os bairros da Francesa e de Palmares e possui como símbolo a estrela na testa.
 
O Boi-Bumbá Garantido, representado pelas cores vermelha e branco, apresenta em 2019, o tema: “Nós O Povo”, que traduz a essência do Garantido, forjado na simplicidade e na criatividade do povo da Baixa do São José, bairro tradicional de Parintins e maior reduto de transfiguração cultural entre índios, negros e toda uma complexa mistura de povos que vieram para a Amazônia. O Boi foi criado em 1913, fruto de uma promessa de Lindolfo Monteverde a São João Batista. Garantido possui 31 títulos do Festival e tem como símbolo o coração na testa.
 
Operação Parintins 2019 – A operação montada pelo Governo do Amazonas para o 54⁰ Festival Folclórico de Parintins envolve mais de 1 mil servidores, entre policiais civis e militares, bombeiros, agentes de trânsito, profissionais da saúde, da área social e ambiental, além da equipe de organização do evento. Entre as ações de maior destaque, executadas pelo Governo do Estado, estão as melhorias no Centro Cultural de Parintins (Bumbódromo), que foi entregue pelo governador Wilson Lima dois dias antes do início do festival.
 
Um dos diferenciais deste festival é a atenção ao turista, que este ano ganhou o Turistódromo. O espaço inédito, montado na Praça da Catedral de Nossa Senhora do Carmo, reúne profissionais relacionados ao atendimento dos visitantes, possibilitando um atendimento de qualidade. Também na Praça da Catedral, o governo realiza a 16ª da Feira de Artesanato e Economia Solidária.
 
Também atuam em Parintins as secretarias de Assistência Social (Seas), Justiça, Direitos Humanos e Cidadania (Sejusc), dos Direitos da Pessoa com Deficiência (Seped), de Estado de Juventude, Esporte e Lazer (Sejel), do Meio Ambiente (Sema), Instituto de Proteção Ambiental do Amazonas (Ipaam), Superintendência de Habitação (Suhab), Agência de Fomento do Amazonas (Afeam), Fundo de Promoção Social e Erradicação da Pobreza (FPS), Programa Estadual de Proteção e Orientação ao Consumidor (Procon), Fundo Previdenciário do Amazonas (Amazonprev), Defesa Civil e Imprensa Oficial (Impeam).