Desempregado, homem mata esposa a facadas por não aceitar que ela trabalhasse

Belo Horizonte – Um feminicídio foi registrado na noite de domingo (14) no município de Lavras, no Sul de Minas Gerais. Um homem de 64 anos assassinou a própria esposa, de 52, porque tinha ciúmes que ela trabalhasse e ele não. A gota d’água teria sido o som de uma sanfona. As informações são do BHAZ.

Segundo investigações iniciais da Polícia Civil, a briga do casal começou porque o homem estava tocando sanfona e a mulher queria escutar a televisão. O autor afirmou à polícia que a mulher se armou de uma faca e ele, então, pegou um banquinho de madeira e bateu com força na cabeça dela.

A força do golpe foi tamanha que causou afundamento de crânio. A vítima também foi esfaqueada na cabeça e no pescoço, conforme a perícia identificou.

Assim que foi acionada, a Polícia Militar deteve o autor, que confessou ter cometido o crime. Aos policiais civis, ele admitiu que estava desempregado e tinha ciúme pela mulher trabalhar. A filha da vítima disse que os dois estavam juntos há 17 anos e a mulher era frequentemente agredida por ele.

O autor foi preso em flagrante e já foi encaminhado ao sistema prisional.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Solve : *
30 ⁄ 10 =