Desentendimento entre chefe e funcionário termina em morte na AM-010

Manaus – Ronei Braz de Souza, de 23 anos, foi preso em Maués, suspeito de ser o autor do homicídio do engenheiro agrônomo do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) Elmi Vaz de Oliveira, no dia 5 de janeiro deste ano, no Ramal Santa Cecília, quilômetro 30 da rodovia estadual AM-010. A vítima tinha 55 anos e, segundo Ronei, devia a ele em torno de R$ 2 mil. As informações são do D24am.

De acordo com o delegado Torquato Mozer, adjunto da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), o jovem era funcionário do engenheiro e trabalhava limpando o terreno de Elmi.

Ronei disse, em depoimento, que cometeu o crime após ter cobrado do engenheiro o pagamento do salário, que estava atrasado, e que a vítima disse que só iria pagá-lo quando retornasse de uma viagem.

No dia do crime, Ronei aguardou o momento em que o patrão  estava se preparando para jantar na casa de vizinhos e desferiu sete golpes de terçado no engenheiro.

Em seguida fugiu para casa onde morava, alegando que Elmi tinha sido vítima de um roubo e que quatro homens teriam sido autores do delito. Ronei ainda levou dinheiro que estava na carteira do engenheiro e um celular.

Ronei foi preso na última quarta-feira (26), por policiais civis lotados naquele município, sob a coordenação do delegado Rafael Schmidt, titular da 48ª Delegacia Interativa de Polícia (DIP).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Solve : *
14 − 2 =