Estudante é morta após ser baleada durante assalto, em Manaus

Manaus – A estudante Aldicinea Gonçalves Cardoso, 37, foi morta com um tiro no abdômen por um assaltante, na noite dessa sexta-feira (13), em frente a casa onde morava, na Rua Penetração, bairro São José, Zona Leste de Manaus.

Segundo o companheiro da vítima, Israel da Silva Almeida, 39, ‘Déa’, como era conhecida, tinha saído da aula no Centro de Educação de Jovens e Adultos (CEJA), do Bairro Aleixo, quando pegou um ônibus até a estação, na Avenida Autaz Mirim. De lá, a vítima pegou um táxi.

“Ela tinha me ligado para avisar que havia saído da aula e que precisaria chegar logo em casa, por isso pegou um táxi. Cinco minutos depois recebi outra ligação, dessa vez de um amigo avisando que ela tinha sido atingida no abdômen”, contou.

Israel disse que testemunham viram, por volta das 21h30, dois homens e uma mulher saírem de um carro modelo celta, de cor preta e placa ainda não identificada, quando um deles abordou a estudante. Depois que os suspeitos levaram a bolsa de ‘Déa’, eles atiraram.

“Segundo informações, ela não viu quando um dos suspeitos se aproximou, armado e puxou sua bolsa.  Acredito que tentou impedir o assalto, e foi nesse momento que o criminoso atirou nela”.

“Além disso, levaram o celular, dinheiro, documentos e outros objetos. Não sei se ela reagiu, só sei que foi uma grande covardia o que fizeram. Levaram o meu presente mais precioso, a minha mulher”, disse.

Aldicinea foi levada ao Hospital e Pronto Socorro João Lúcio com vida, mas não resistiu e morreu na unidade hospitalar.

O crime foi registrado no 9º Distrito Integrado de Polícia (DIP) e deve ser investigado pela Delegacia Especializada em Roubos Furtos e Defraudações (DERFD).

Com informações Portal Acrítica 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Solve : *
9 − 9 =