Estuprador de crianças, diz que sente prazer diante do sofrimento das vítimas

Manaus – Foragido desde de 2014 do Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj), pelos crimes de estupro de vulnerável Cristivaldo Alves Tavares, de 39 anos, foi apresentado hoje (17), por policiais da Delegacia Especializada em Proteção à Criança e ao Adolescente (Depca). Ele é acusado de estuprar uma menina de quatro anos, no dia 23 de agosto, no bairro Tancredo Neves, na Zona Lesta da capital amazonense. O criminoso conseguiu fugir com a ajuda de familiares.

De acordo com a polícia, Cristivaldo violentou a criança após ganhar a amizade dos pais dela. Ao perceber que a criança estava brincando sozinha no quintal de casa o homem chamou a menina e a levou para uma parte mais reservada do imóvel. E a obrigou a praticar sexo oral nele. ” Após atender o pedido, a criança de quatro anos entrou em desespero e começou a chorar e foi ameaçada pelo agressor”, informou o delegado Cristiano Castilho, titular do 14° Distrito Integrado de Polícia (DIP), onde o caso foi registrado.

Ainda segundo a apuração policial, a própria vítima contou para a mãe que o homem havia obrigado a colocar o pênis dele na boca dela. Logo em seguida a mulher procurou a polícia e relatou o crime, em seguida uma operação foi montada para prender o estuprador.

A polícia foi atrás de Cristivaldo na casa de familiares, mas ele já tinha fugido. No entanto, após denúncia anônima ele acabou sendo capturado no último sábado ( 15), em uma feira no bairro Tancredo Neves.  Durante depoimento, Cristivaldo confessou os crimes e disse que o fez porque “sente prazer diante do sofrimento das vítimas”.

Após os procedimentos cabíveis, Cristivaldo foi encaminhado para o Centro de Detenção Provisória Masculino (CDPM, e vai responder pelo crime de estupro de vulnerável.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Solve : *
6 ⁄ 1 =