Ministério Público questiona cachê da cantora Marília Mendonça para festa de aniversário de Coari

Coari – O Ministério Público do Amazonas (MP-AM) emitiu recomendação para evitar os gastos de mais de R$ 3,6 milhões com a festa de aniversário de Coari (distante 325 quilômetros de Manaus), que está marcado para ocorrer nos dias 1, 2 e 3 de agosto, incluindo apresentação da artista nacional Marília Mendonça.

A prefeitura de Coari terá 5 dias, a partir da notificação oficial, para dar explicações sobre a contratação da cantora Marília Mendonça para o show de aniversário da cidade de Coari, que está marcado para ocorrer nos dias 1, 2 e 3 de agosto.

A recomendação foi publicada no Diário Oficial do Ministério Público do Estado do Amazonas, do dia 13 de julho de 2018 e tem a finalidade de alertar suposto ato de improbidade administrativa cometido pela atual gestão de Coari e de que, dadas a contratação da empresa Sentimento Louco Produções Artísticas, Mundo Paralelo Artística e a Salvador Produções Artísticas pelo valor que ultrapassa R$ 3,6 milhões de forma suspeita havendo dispensa de licitação

O prefeito de Coari, Adail Filho, contratou três empresas de eventos, com dispensa de licitação. O Ministério Público do Amazonas questionou o valor afirmando que estaria elevado, e citou que a prefeitura poderia empregar esse valor em questões prioritárias pois o município deve salários atrasados e aposentadorias de diversos servidores, no entanto a prefeitura alega falta de recursos para efetuar os pagamentos pendentes.

A decisão liminar do Ministério Público do Amazonas questionou também, o valor de R$ 533.500,00, e a possibilidade de se antecipar o pagamento do cachê da cantora Marília Mendonça, segundo o ministério público, não corresponde às normas vigentes e está adotando as medidas judiciais cabíveis para que o evento não seja realizado.

Procurada, a Prefeitura de Coari informou que ainda não foi notificada, mas afirmou que os valores estão adequados aos de mercado para esta época do ano e totalizam montantes inferiores aos gastos de outras prefeituras.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Solve : *
16 − 7 =