Preso se ajoelha e recebe perdão da mãe de policial morto em tentativa de assalto; assista

Manaus – Lineker Araújo Silva, 25, foi preso, no último dia 12 de maio, por ter assassinado o sargento da Polícia Militar, Marcos Aurélio Marques Soares, 52, em 21 de abril. Na Delegacia Geral, onde Lineker foi apresentado, a família da vítima pediu por justiça e pela permanência dele na cadeia. A polícia afirmou que, dois meses antes do crime, Lineker havia sido liberado em uma audiência de custódia após o furto de um celular.

Ao ser apresentado, a mãe da vítima pediu que Lineker se arrependesse do crime que cometeu. Veja o vídeo:

“Eu peço que você se ajoelhe se estiver arrependido do que aconteceu, pois a justiça de Deus é maior. Eu lhe perdoo. Meu filho era um homem bom, era meu primogênito, foi muito esperado e a vida dele foi tirada assim” afirmou Maria do Carmo Marques Soares, 72.

“Eu espero que não tenha sido só um momento. Quero que ele procure se redimir”, acrescentou Maria do Carmo.

Em resposta, Lineker disse à mãe. “Me perdoe, senhora. Minha intenção não era matar seu filho. Eu só queria roubá-lo, mas ele reagiu”.

Segundo a Delegacia Especializada em Roubos, Furtos e Defraudações (DERFD), o crime aconteceu quando o sargento e sua namorada estavam lanchando na Rua Pedras Corais, bairro Tancredo Neves, e foram abordados por Lineker e Jaiara Ketlen Conceição Leal, que ainda está foragida. O policial tentou reagir ao assalto e levou dois tiros nas costas.

O delegado Adriano Félix afirmou que esta é a quinta passagem de Lineker pela polícia. “Ele já havia sido preso por roubos e furtos, já a Jaiara possui um antecedente por tráfico de drogas”, afirmou o delegado.

As investigações apontaram que Lineker utilizava uma arma calibre 38 e que alugava motos para executar os crimes. À polícia, ele afirmou não saber onde está Jaiara. O delegado Adriano Félix levantou que, devido à mulher ser usuária de drogas e moradora de rua, as investigações sobre o paradeiro da moça estão difíceis.

No local, a família da vítima também pediu por justiça e pela permanência de Lineker na cadeia. “Fomos informados que Lineker tinha sido solto em uma audiência de custódia, por outro crime, dois meses antes de ter assassinado meu pai”, disse a filha do sargento, Keyla Soares Carvalho, 28.

Lineker será encaminhado ao Centro de Detenção Provisória Masculino (CDPM), permanecendo à disposição da justiça. Com informações D24am.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Solve : *
13 − 7 =