TRE manda intimar Wilson Lima em ação de suposta compra de votos no interior do Amazonas

Manaus – O Tribunal Regional Eleitoral (TRE-AM) através do juiz federal Ricardo Sales, solicitou esclarecimento do governador eleito Wilson Lima (PSC), e seu vice, Carlos Almeida Filho (PRTB), além do ex-prefeito de Nhamundá Mário Chagas Paulain sobre denúncia de suposta compra de votos no município de Nhamundá durante o primeiro turno das eleições no Amazonas.

O Tribunal Regional Eleitoral (TRE-AM) através do juiz federal Ricardo Sales, solicitou esclarecimento do governador eleito Wilson Lima (PSC), e seu vice, Carlos Almeida Filho (PRTB), além do ex-prefeito de Nhamundá Mário Chagas Paulain sobre denúncia de suposta compra de votos no município de Nhamundá durante o primeiro turno das eleições no Amazonas.

A representação foi entregue ao TRE-AM no dia 20 de outubro pelos advogados da coligação do então candidato à reeleição Amazonino Mendes (PDT), Yuri Dantas, Marcos Aurelio Choy e Daniel Nogueira.

Denúncia de compra de votos -
Foto: divulgação

De acordo com a intimação, o prefeito Paulain um dos principais coordenadores da campanha do candidato do PSC em Nhamundá, aparece em várias fotos e filmagens distribuindo santinhos, além de outros materiais de propaganda de Wilson Lima. Também na denúncia consta recibos e dinheiro que seria utilizado para suposta  compra de votos encontrados no quarto de uma pousada, durante “Operação Navalha” .

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Solve : *
27 × 26 =