Villa Mix promete não selecionar clientes por aparência física

São Paulo – A casa notuna Villa Mix assinou um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) nesta sexta-feira (29) se comprometendo a não fazer seleção de clientes com base em aparência física, etnia ou classe social. As informações são do Ministério Público de São Paulo.

Por meio de redes sociais, ex-funcionários do estabelecimento afirmam que eram orientados a escolher clientes por critérios de “beleza”, raça e aparente posição social. As denúncias eram publicadas na página de Facebook “Boicote à Villa Mix” desde o ano passado.

Agora, a Villa Mix será obrigada a responder todos os e-mails com pedidos para incluir nomes na lista de presença de festas organizadas pela casa. Dessa forma, eles não poderão alegar não recebimentos das mensagens para barrar pessoas na porta. Além disso, a mensagem de confirmação incluirá os seguintes dizeres: “Confirmamos o recebimento do seu e-mail, estando todos os nomes nele apontados incluídos na lista da pista para o dia … Alertamos que a inclusão do nome na lista não garante o ingresso na casa, o que ocorre por ordem de chegada, fazendo-se necessário, portanto, que cheguem cedo para não perderem a reserva”

O texto da mensagem também dirá que a casa “repudia qualquer forma de discriminação em virtude de raça, sexo, orientação sexual, identidade de gênero, cor, origem, condição social, idade, porte ou presença de deficiência e doença não contagiosa por convívio social ou qualquer outra forma de discriminação”.

Oadvogado da casa noturna, negou a existência de práticas discriminatórias na Villa Mix. “Deve-se instar ainda que pelo alto padrão de qualidade oferecido, nos dias que o estabelecimento está em funcionamento, sua lotação é muito rápida e assim não há como atender a todos os que procuram a sua prestação de serviços”, disse, em nota.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Solve : *
8 ⁄ 4 =